Felipe Corrêa. “Teoria e História Anarquista em Perspectiva Global”

Felipe Corrêa. “Teoria e História Anarquista em Perspectiva Global”

Esse artigo é uma tradução do original em espanhol, “Teoría e Historia Anarquista en Perspectiva Global”, apresentado no I Congreso Internacional de Investigadorxs sobre Anarquismo (Buenos Aires, outubro de 2016), que foi incluído em suas atas e, posteriormente publicado no site do ITHA. Nele, Corrêa apresenta resumidamente a pesquisa realizada durante alguns anos que culminou na publicação de seu livro Bandeira Negra: rediscutindo o anarquismo. (Corrêa, 2015) Parte de um processo coletivo de pesquisa global do anarquismo, que vem sendo conduzido por pesquisadores de distintas partes do mundo no seio do ITHA, esse livro tem um objetivo geral: responder com profundidade o que é o anarquismo. Para isso, procede em três frentes fundamentais: 1.) Balanço crítico dos estudos de referência do anarquismo (em português, castelhano, inglês e francês); 2.) Proposta de uma nova abordagem teórico-metodológica para os estudos do anarquismo; 3.) Redefinição do anarquismo, complementada com a exposição de seus grandes debates históricos e suas correntes, tomando por base a produção escrita de mais de 80 autores/organizações anarquistas e a história global do anarquismo em seus quase 150 anos de existência.

* Baixe o artigo completo aqui: Felipe Corrêa – Teoria e História Anarquista em Perspectiva Global

One comment

  1. […] Institute for Anarchist Theory and History in 2021. The original Portuguese version can be found here.We republish the English translation of the article here in its […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: