Felipe Corrêa, “‘Unidade Real de Pensamento e Ação’: teoria política e trajetória de Mikhail Bakunin” (tese)

itha teoriaFelipe Corrêa, “‘Unidade Real de Pensamento e Ação’: teoria política e trajetória de Mikhail Bakunin” (tese)

Esta tese constitui um estudo interdisciplinar da obra e da vida do revolucionário russo Mikhail Aleksandrovitch Bakunin (1814-1876). Ela formaliza e discute, de maneira relativamente aprofundada, a teoria política bakuniniana produzida entre 1836 e 1876, ancorando-a na trajetória político-intelectual do autor e no contexto histórico que cercou sua existência. Trata-se de uma história do pensamento político de Bakunin que abarca todos seus escritos, suas mais importantes cartas, e dialoga com seus principais comentadores. E, como tal, subsidia-se num referencial metodológico contemporâneo da teoria política em geral e da história do pensamento político em particular. A tese situa-se no campo das produções de pesquisadores simpáticos ao anarquismo que, sem perder a capacidade crítica, têm sido cada vez mais frequentes, e que, depois da publicação das Obras Completas de Bakunin – em 2000, pelo Instituto Internacional de História Social (Amsterdã) –, vêm tomando um fôlego renovado. Ela contrapõe diversos estudos e argumentos liberais, marxistas e mesmo de alguns desses pesquisadores simpáticos, sustentando que Bakunin possui contribuições relevantes no campo da teoria política. E que, se devidamente periodizada, essa teoria guarda considerável coerência, tanto em termos internos, quanto em relação à prática política do autor. As contribuições teóricas de Bakunin são sistematicamente expostas em três partes – correspondentes a três períodos político-intelectuais distintos de sua vida –, cada uma das quais sendo precedida por uma contextualização com sua trajetória. São elas: “Da Filosofia à Práxis (1836-1843)”, na qual seu vínculo mais destacado foi com a filosofia hegeliana; “O Pan-Eslavismo Revolucionário (1844-1863)”, em que seu laço mais expressivo foi com a luta de libertação nacional dos eslavos; “Do Socialismo ao Anarquismo (1864-1876)”, em que seu vínculo mais expressivo foi com foi com a Associação Internacional dos Trabalhadores e o anarquismo. Feita dessa maneira, a exposição permite que seja possível, de um lado, aprofundar os aportes teóricos do autor em cada período, e, de outro, situá-los historicamente e compreender seu desenvolvimento e suas mudanças.

* Baixe a tese completa aqui: Felipe Corrêa – “Unidade Real de Pensamento e Ação: teoria política e trajetória de Mikhail Bakunin

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: