Felipe Corrêa. “A Prática Revolucionária da Makhnovitchina (1918-1921)”

itha historiaFelipe Corrêa. “A Prática Revolucionária da Makhnovitchina (1918-1921)”

Neste texto, Corrêa busca identificar e, em alguma medida, analisar, na história da Revolução Ucraniana, a prática revolucionária do movimento makhnovista, no período entre 1918 e 1921. Decorrendo dos desdobramentos da Revolução Russa de 1917, este processo ucraniano constituiu uma revolução distinta, não somente por sua envergadura, mas principalmente por suas particularidades. A chamada makhnovitchina – um movimento social amplo, composto majoritariamente por camponeses pobres, cujo nome remete a uma de suas principais lideranças, o anarquista Nestor Makhno – constituiu um dos principais atores na revolução. Tomando por base o já clássico estudo da Revolução Ucraniana, História do Movimento Makhnovista, de Piotr Arshinov – um militante makhnovista, que participou dos episódios revolucionários e ficou incumbido de escrever a história do movimento, concluída em 1921 –, o autor discute mais pormenorizadamente a prática revolucionária da makhnovitchina, no contexto em questão.

* Baixe o artigo completo aqui: Felipe Correa – A Prática Revolucionária da Makhnovitchina 1918-1921

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: